Exposicoesbanner (1)

Exposições

Em 2022, no Casino

"A evolução das embalagens da Água de Luso"

Inserida nas incitativas culturais da Fundação Luso, esta exposição pretende dar a conhecer mais sobre a história da Água Mineral Natural de Luso, que se caracteriza não só pela sua Pureza Original, mas também pelas suas embalagens, desde a origem até à atualidade. A evolução dos modelos, dos materiais utilizados e do design das garrafas está agora patente numa mostra com 170 anos duma marca centenária que acompanha tendências de mercado sempre com o forte compromisso junto de gerações, assumindo desde a origem que a Água chega ao consumidor, pura, natural, e com a qualidade original.

Nuno Pinto de Magalhães, presidente da Fundação Luso, refere “esta Exposição pretende dar a conhecer mais sobre a história de uma Água centenária que tem evoluído ao longo de décadas e renovado a sua imagem exterior, através do design das embalagens, dos rótulos, dos formatos apresentados e que tem continuado a merecer sempre a preferência dos portugueses.

A entrada na exposição tem um custo simbólico de 1€ e estará aberta ao público de terça a sexta-feira, das 10h às 13h e das 14h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 15h às 19h.

S1 6439
Em 2021, no Casino

"A qualidade e a diversidade das Águas Minerais Naturas e a sua relevância para a Saúde"

"A qualidade e a diversidade das Águas Minerais Naturais e a sua relevância para a Saúde"

A exposição pode ser visitada até final do ano no Casino do Luso. A Fundação Luso pretende dar a conhecer a diversidade e a qualidade das Águas Minerais Naturais, que se caracterizam pela sua pureza original.

Nuno Pinto de Magalhães, presidente da Fundação Luso, refere que “esta Exposição insere-se nas iniciativas culturais da Fundação Luso e o objetivo é dar a conhecer as características das Águas Minerais Naturais, onde se insere a Água de Luso, até então pouco aprofundadas, informando os consumidores e visitantes de conhecimentos essenciais para distinguir as Águas Minerais Naturais das águas destinadas ao consumo humano.”

2.300 visitantes à exposição, dos quais 7% eram estrangeiros.

Ver Video
2021

Exposições Anteriores

2020

"A Importância da Água no Chá"

Esta exposição, organizada e promovida pela Fundação Luso, com a colaboração e apoio do Museu do Oriente, do Prof. O Dr. Luís Carvalho, Diretor do Museu Botânico de Beja e de Sebastian Filgueiras, Tea Sommelier da Companhia Portugueza do Chá, pretende dar a conhecer a Origem do Chá (Cultura do Chá em S. Miguel – Açores), os tipos de chá, as infusões e tisanas, os benefícios para a saúde, a importância da água mineral no chá e, por fim, os utensílios e rituais, tendo os portugueses tido um papel muito importante na sua introdução e promoção na Europa.

2.180 visitantes à exposição, dos quais 8% eram estrangeiros

Ver Vídeo
2020
2019

"Cultura e Tradições do Concelho da Mealhada"

A Fundação Luso, em parceria com as Juntas de Freguesia do Concelho da Mealhada, inaugurou esta exposição com o objetivo de dar a conhecer a riqueza e diversidade da região, a história, o património cultural e a gastronomia do Município da Mealhada, apresentando de forma simples as especificidades de cada uma das freguesias.
 
Dividida em quatro áreas distintas e complementares – História, Cultura, Gastronomia e Natureza -, apresenta fotografias e outros objetos artísticos que desafiam a visitar, conhecer estes locais e viver experiências únicas na região, muitas das quais ainda por explorar.

5.023 visitantes exposição, dos quais 20% eram estrangeiros

Ver Vídeo
2019
2018

Exposição de Arte Sacra do Convento de Santa Cruz do Bussaco

A Fundação Luso, em parceria com a Fundação Mata do Bussaco e a Direção Regional de Cultura do Centro, inaugurou no Casino do Luso uma exposição sobre o Convento de Santa Cruz do Bussaco, ligado à prática eremítica dos Carmelitas Descalços e à ação reformadora de Santa Teresa de Ávila.

Esta exposição contou com peças de arte sacra pertencentes ao espólio do Convento de Santa Cruz do Bussaco e foi composta por um conjunto de pinturas em óleo sobre tela, madeira e cortiça, esculturas policromadas em suporte de madeira, bustos relicários, grupos escultóricos em suporte cerâmico e paramentaria religiosa, do século XVII ao século XIX.

A partir deste ano, as visitas às Exposições no Casino, passaram a ter um valor simbólico de 1 euro. As crianças até aos 12 anos é gratuito. As receitas obtidas com as entradas pagas no Casino, são direcionadas para a recuperação de esculturas do altar-mor do Convento de Santa Cruz do Bussaco.

5.068 - visitantes à exposição, dos quais 10% eram estrangeiros

Ver Vídeo
2018Santacruz
2017

"Bussaco nas 4 estações do ano - a Fauna e a Flora"

Feita em parceria com a Fundação Mata do Bussaco, a exposição reúne as melhores fotografias de 120 fotógrafos amadores na Mata Nacional do Bussaco, decorrente de uma competição que decorreu durante 12 meses, com objetivo dar a conhecer o ecossistema da Mata do Bussaco.

Contámos com mais de 1 milhão de visitantes, o que só foi possível graças à Fundação Luso, Transportes Pascoal, Casino de Tróia, Município da Mealhada e colaboradores da Fundação Mata do Bussaco. Do Casino de Tróia seguiu para o Casino do Estoril, onde obteve o mesmo sucesso.

56.059 visitantes à exposição, dos quais 20% eram estrangeiros.

Ver Vídeo
2017Bussaco
2016

"A influência dos Carmelitas Descalços na construção da Mata do Buçaco"

A referida exposição teve como principal objetivo dar a conhecer a influência que os Carmelitas Descalços tiveram na plantação e edificação da Mata do Bussaco e o contributo singular na criação de um legado patrimonial único, de que todos hoje podemos usufruir.

Outro registo patente na exposição é a ligação à água, evidenciando-se a boa gestão deste recurso natural, e que levou à construção das sete monumentais fontes, distribuídas pela Mata Nacional do Bussaco, permitindo assim o seu acesso para consumo e agricultura.

50.000 visitantes à exposição, dos quais 15% eram estrangeiros.

Ver Vídeo
Carmelitas
2015

"205 anos da batalha do Bussaco"

A Fundação Luso, em parceria com a Câmara Municipal da Mealhada, o Ministério da Defesa Nacional / Exército Português, através da Direção de História e Cultura Militar e a Fundação Luso, associaram-se às comemorações dos 205 anos da Batalha do Bussaco, cedendo o espaço do Casino do Luso para as exposições “Portugal em vésperas das Invasões Francesas, conhecimento geográfico e configurações” e  “Evolução de Uniformes Militares Portugueses”, esta última do ceramista e pintor Carlos Gonçalves.

33.850 visitantes à exposição, dos quais 12% eram estrangeiros

2015
2014

Ecossistema Florestal da Serra do Buçaco e o Recurso Hídrico da Água Mineral de Luso

Esta exposição, em parceria com a Quercus, deu a conhecer a todos os visitantes o ecossistema da região do Luso - Buçaco, com toda a sua singularidade, quer ao nível da flora, quer da fauna.

A Fundação Luso esteve presente no maior Festival de Sustentabilidade do nosso país, O GreenFest 2014 que decorreu de 9 a 12 de outubro no Centro de Congressos do Estoril.

Entre dezembro de 2014 e finais de fevereiro de 2015, foi a vez do Cine Teatro Messias na Mealhada receber a exposição.

42.073 visitantes à exposição, dos quais 15% eram estrangeiros

Ver Vídeo
2014
2013

Termas de Portugal 2013

Esta foi uma iniciativa da Fundação Luso, que contou com o apoio da Associação das Termas de Portugal (ATP). A Exposição pretendeu dar a conhecer as valências de Saúde e do Bem-Estar do tratamento termal.

Organizada por módulos como: Uma Descoberta Saudável, Uma Fonte de Lazer e Bem Estar, O que é a Água Mineral Natural? O que é o Termalismo? O que é o Tratamento Termal?, Como Aceder a um Programa de Tratamentos Termais?, Supervisão Médica, O que são Serviços de Bem Estar Termal?, Natureza, Lazer e Animação, Cultura e Património e, por fim, o Mapa Termal Português e as suas Indicações Terapêuticas.

36.000 visitantes à exposição, dos quais 12% eram estrangeiros

2013
2012

Os 160 anos da Sociedade da Água de Luso

Em 25 de Agosto de 1852, por iniciativa do Dr. António Augusto da Costa Simões, Dr. Francisco António Diniz e Dr. Alexandre Assis Leão, é fundada a “Sociedade para o Melhoramento dos Banhos de Luso”.

No Dia Mundial da Água, contou-se com a presença de Representantes da Comunidade Local, de colaboradores da Sociedade da Água de Luso e vários Stakeholders da Marca; As comemorações foram celebradas com uma exposição no Casino. Nesse dia, fez-se o lançamento da menção “160 anos”, que passou a figurar, durante o ano de 2012, em toda a comunicação da Marca e uma homenagem a Maria de Lurdes Nunes Rocha que, com 9 anos de idade, em 1936, foi modelo do Escultor João da Silva, autor do logo inconfundível da Marca Água de Luso.

A Fundação Luso promoveu ainda, nos dias 21 e 22 de Março, Dia da Árvore e Dia Mundial da Água, a plantação de 160 azevinhos nos parques Municipais da Mealhada e da Pampilhosa e na Mata do Buçaco, com a ajuda dos alunos das escolas do 1º ciclo e 3º ciclo de ambas as localidades.

40.500 visitantes à exposição, dos quais 10% eram estrangeiros

Ver Vídeo
160Anos
2011

"Luso, Água Puríssima"

A Fundação Luso apresentou no Casino a Exposição “Luso, Água Puríssima” de Charles Lepierre (1867 - 1945), um notável químico francês, que desenvolveu a quase totalidade da sua atividade científica e profissional ao serviço de Portugal.

Esta iniciativa deu a conhecer a obra e a vida do químico francês, que realizou a 1ª análise bacteriológica da Água Termal de Luso, classificando-a como “Puríssima ou Muitíssimo Pura'', no ano de 1903.

A qualidade da Água de Luso, de“sabor leve e muito agradável” como a caracteriza Charles Lepierre, é hoje plenamente reconhecida tanto a nível nacional, como internacional.

Esta Exposição teve também como objetivo, promover a categoria das Águas engarrafadas em Portugal

38.900 visitantes à exposição, dos quais 9% eram estrangeiros

Garrafa